Para que as crianças tenham gosto em aprender precisam adquirir a capacidade de contemplação.

Ao mesmo tempo, faz parte do processo educativo desenvolver nelas a capacidade de se surpreender e se admirar.

A educação para a excelência justamente pressupõe uma educação na liberdade, ou seja, de possibilidade de pensar e tomar decisões de forma independente. Daí a grande importância do gosto pelo aprender e estudar.

Através do esforço em conhecer o mundo, as crianças vão se encantando com as realidades e descobrindo o amor através de uma educação motivada e significativa.

A educação para o aprender pressupõe uma educação personalizada, ou seja, que procura conhecer cada criança e suas potencialidades, o que, consequentemente, gera responsabilidade.

A sociedade precisa de pessoas responsáveis, maduras, criativas, com capacidade de escolha e decisão.

Nesse contexto, a educação motivada facilita o êxito escolar, a partir de uma postura responsável ante os objetivos e metas apropriadas para sua idade e conforme suas potencialidades.

Um enfoque positivo e otimista da educação pressupõe elogio e reconhecimento do trabalho bem feito e bom humor para extrair o melhor de cada um.

Um bom autoconceito faz a criança pensar que é valiosa para os demais.

O melhor caminho para ajudar a criança a ter uma imagem positiva de si mesma é dar oportunidades desde cedo de desenvolver todo seu potencial e focar nos seus pontos fortes, nos aspectos em que se sobressaia e tenha mais facilidade.

Também deixar que atue e dar muitas oportunidades de ação: basear-se nos dois pilares: modelo e oportunidade.

Esta autoestima vai se desenvolvendo e gerando ainda mais motivação para a ação, influindo no comportamento.  Ajuda as crianças a que desenvolvam uma atitude agradável, risonha, a participar das atividades com espontaneidade e trabalhar em grupo.

Crianças com baixa autoestima tendem a ficar mais isoladas, críticas, tímidas e pessimistas. Ao contrário, as que têm um autoconceito positivo têm mais possibilidade de serem cada vez mais:

– bem aceitas pelos demais

– seguras

– criativas

– espontâneas

– sociáveis e que seguem regras

– motivadas em se arriscar

– motivadas em aprender

A seguir 8 dicas para ajudar nossos filhos a melhorar sua autoestima:

– ajudar na comunicação com os outros

– convidar amigos para irem em nossa casa

– focar nas qualidades

– ajustar o plano de ação para melhorar o rendimento escolar

– ajudar na ordem

– dar oportunidades para decidir e ganhar independência

– elogiar o que for bem feito

– ajudar a crescer em valores como a sinceridade, amizade, ordem e constância.

Uma educação no positivo é fundamental para ajudar os filhos a terem maior qualidade de sentimentos e pensamentos e, portanto, qualidade de vida.

Pensamentos e sentimentos positivos geram motivação para o aprendizado e uma vida mais alegre e feliz.

Curta a nossa Fanpage: https://www.facebook.com/educarparafelicidade/