Braquiação: exercício traz grandes benefícios para as crianças

Em nosso post anterior, prometi que daríamos exemplos de exercícios que ajudam a estimular o cérebro das crianças.

Hoje quero falar de uma atividade muitas vezes deixada de lado, até porque aparentemente não é tão divertida, mas que traz muitos benefícios para nossos filhos e filhas: a braquiação.

Crianças com cérebro lesado têm melhorado sensivelmente sua função neurológica, sua atividade física e seu sistema respiratório fazendo esse exercício.

Os Institutos na Pensilvânia trataram muitas crianças com lesão cerebral que não podiam caminhar. Essas crianças fizeram um programa intensivo de rastejar e engatinhar e obtiveram sucesso.

Mas ainda havia um problema: crianças com lesão cerebral, que não conseguiam caminhar. Não podiam desafiar a força da gravidade, que  nos prende ao chão.

A pergunta dos Institutos era: “como poderíamos fazer para que a gravidade seja um amigo da criança lesada que está aprendendo a caminhar”?

O professor Raymont Dart, antropologista, doutor em medicina e anatomista, ensinou aos Institutos sobre a evolução do homem. Assim poderiam entender melhor o desenvolvimento da criança.

Os animais evoluíram de caminhar em 4 patas, fazer braquiação na posição ereta e parar semi-eretos (como gorilas e chimpanzés ) e dar alguns passos. Os macacos ficarem em pé pegando galhos de árvores sobre suas cabeças.

Glenn Doman teve a idéia de que crianças com lesão cerebral poderiam ficar de pé do mesmo jeito.

Assim nasceu a braquiação com um sucesso total para crianças de cérebro lesado.

O resultado mais significativo da braquiação é o crescimento da caixa torácica. Quando a criança braqueia independentemente, todo seu peso é carregado pelos seus ombros. Isto faz com que sua caixa torácica, os músculos de seu peito e ombros se fortaleçam e cresçam. Os pulmões se expandem como conseqüência do aumento do tórax.

O cérebro precisa de uma enorme quantidade de oxigênio, já que se alimenta principalmente desse gás. O cérebro representa só 3% do total do peso do corporal, mas incrivelmente usa 35% de todo o oxigênio do corpo.

O objetivo da braquiação é desenvolver uma super estrutura respiratória para que o cérebro tenha mais oxigênio. Por fim, a braquiação ajuda na função cerebral.

Muitas pessoas se perguntam porque as crianças dos Institutos aos 2 ou 3 anos são capazes de ter uma habilidade manual tão desenvolvida. Como podem escrever aos 3 anos, tocar violino, etc.? Braquiação é a resposta.

Para ler, tocar um instrumento, escrever, devemos poder focalizar nossos olhos a um ponto próximo.

A braquiação ajuda a convergência porque os degraus estão na distância da mão.

A gravidade destrói a postura perfeita, enquanto a braquiação melhora a postura consideravelmente.

Semana que vem, explico a maneira correta de fazer a braquiação, além de falar sobre os benefícios da natação e da corrida para as crianças.