Desengonçado, degringolado, trôpego, escada abaixo, cambaleante, zureta, escrachado, estropiado e se pudesse também arrancaria a pedra inteira do meu rim e atiraria contra esse vidro ridículo da janela da casa dela.
Tenho a raiva de quem não consegue capturar pelúcias na máquina de pegar bichinhos.
 A culpa é do grau errado dos óculos, a culpa é do ângulo errado da garra metálica, da desonestidade do dono da máquina, das minhas mãos que tremem toda vez que eu concentro minha atenção em uma pelúcia.
Torto, apoplético, epilético, lombalgético, catatônico, esterônico, afônico de tanto gritar com a máquina de pegar bichinhos.
Roto, rude, estrábico, ranhento, remelento, engasgado, peidorreiro, esquelético, esquemático, pálido, azul de fome, verde de raiva, grogue de tanto pensar na injustiça que é não conseguir pegar um bichinho na porcaria dessa máquina.
Zonzo, gago, entrevado, enjoado, dente torto, teta mole, barriga de relaxado, joanete, claudinete, seborreia, gomorreia, entupimento das vias aéreas, descompassado, estressado de tanto dar bicudas na máquina de pegar bichinhos
A pelúcia era pra você.
Mas não sou o tipo de cara com esse talento.