Flavio Wetten / @lifeonadraw

Flavio Wetten / @lifeonadraw

Ella está sozinha em seu quarto. É manhã de domingo e tem muitas pessoas em sua casa.
Mas Ella quer ficar sozinha em seu quarto. Lentamente se levanta da cama  e olha pela janela, mas não esta muito afim de tumulto hoje.

Ella é uma menina de apenas 17 anos e a única de sua turma de amigas,que não tem namorado. Ella fica e ‘desfica’, mas ainda não namora sério. E hoje sem razão alguma, está se sentindo mais só que em outros dias.

Há uma festa em sua casa e Ella só quer ficar em seu quarto, quieta.

Olha a escrivaninha e vê seu caderninho de anotações, senta-se e começa a escrever as primeiras coisas que vem a sua cabeça:

“Aos Anjos,

Meus queridos anjos, levem meu pedido a Deus, querido pai.
Eu quero encontrar um amor, mas um grande amor, destes pra vida toda. Não espero perfeição, sei que não será um ‘conto de fadas’, mas será uma convivência harmônica e de compreensão, amor e felicidade.
Eu quero ter a companhia de um homem, destes que sabem o que quer, independente da idade.
Que ame sem medo e sem vergonha, que seja nobre em seus propósitos e gentil em seus atos.
Eu quero a felicidade todos os dias e quero meu coração pulsando forte, quando ver o seu sorriso. Quero a cumplicidade em seu olhar e o amor sincero em seu coração.
Deus se isto ainda não bastar, eu quero um amor que dure o tempo necessário para me fazer completa e feliz.”

Poe a caneta do lado do caderninho e descobre, que para ter tudo isto que quer, precisa sair primeiro do seu quarto. Pois escondida assim, ninguém a encontrará.

Toma um banho lento, com seus óleos hidratantes preferidos. Veste-se com seu vestido azul claro e a sandália de tiras cor nude.
Desce a imensa escadaria e avista todos os convidados. É o almoço de aniversário de sua mãe e entre os convidados, tem membros da família, amigos e vizinhos.

Suas melhores amigas acabam de chegar, com os seus respectivos namorados.
Ella termina de descer as escadas. E  todas se 
reúnem em um abraço único. Falam tudo ao mesmo tempo, riem, cochicham e riem novamente. Os namorados estão do lado de fora do circulo, sem entender nada.

Agora é hora de reunir todos a grande mesa do jardim.
E silenciosamente todos se dirigem a mesa.

Há muitas pessoas e enquanto Ella caminha, agora sozinha, pois suas amigas foram na frente com os namorados, sua irmã já esta sentada a mesa e seus pais também. Enquanto se dirige a mesa, nota um rapaz a seu lado, que Ella ainda não conhece. Ao chegar a mesa, só há dois lugares e os dois se sentam, lado a lado.

Elle se apresenta, diz que é o novo vizinho do lado esquerdo e que ficou honrado com o convite.
Ella estende a mão e o cumprimenta dizendo seu nome, no mesmo instante em que olha nos seus olhos.
E sem saber ainda a conexão, lembra-se da carta que fez minutos antes de descer para o almoço e sorri.

O dia está lindo, Ella olha em volta e vê todos sorrindo.
Olha pra Elle ao seu lado, sorri novamente e só fica pensando, porque demorou tanto tempo para descer.

Novas crônicas toda quarta-feira.

Leia também: