Estabelecer pontes entre a ciência e a arte não é tarefa fácil. Uma das tentativas de diálogo mais interessantes entre ciência e arte se deu nas primeiras décadas do século 20, na relação entre o surrealismo e a psicanálise.

O ápice dessa aproximação talvez tenha sido o encontro entre Salvador Dalí e Sigmund Freud, retomado na peça Histeria, do dramaturgo Terry Johnson…

Texto completo no Caderno 2.