Forte retração da economia, inflação de mais de 10% ao ano, PIB de – 2,97%.

É, tivemos um péssimo 2015, isto sendo quase poliana. Por isso, talvez agora seja o momento de economizarmos para dias ainda piores em 2016. Inclusive porque esses dias piores podem vir acompanhados de dengue, zika ou – com um pouco mais de revés – de uma invasão de lama tóxica na porta de casa.

Pensando nesse cenário absolutamente factível criamos um menu econômico e prático para suas festas de fim de ano.

Afinal, é melhor prevenir que soçobrar.

BOLOGNE EM CUBOS: Mortadela cortada na ponta da faca é um prato tosco demais para ser servido de entrada  num jantar de encerramento de ano. Mas, se você alardear aos convidados que  aquela carne de cavalo disfarçada chama-se “Bologne coupé en morceaux”, todos vão se achar os Jamie Oliver da confraternização. Complemente com ovinhos de amendoim e bolovo – tudo pronunciado em francês – e o sucesso será garantido.

BEBIDAS: Estão pela hora da morte. E, com o advento da cerveja gourmet, aquela Brahma Extra que era tomada em dias especiais, virou 375 ml de urina quente. O ideal é criar um Amigo Secreto de bebidas. Cada participante entra bancando um valor mínimo e divide-se o álcool fraternalmente, como, aliás, apregoam os ébrios bem-aventurados. Só não vale presentear com Corote.

PEITO DE PERU GENÉRICO COM FAROFA DE CHEETOS: Um prato que pode impressionar numa ceia e fazer as vezes de um peito de peru de verdade, daqueles que vêm desossados e recheados com farofa rica de castanhas portuguesas e bacon. Compre um bucho de boi – dependendo de sua condição financeira adquira-o num supermercado popular que aceita Ticket Alimentação ou faz parcelamento. Triture o pacote de Cheetos, molhe para inchar os farelos dando-lhes consistência pastosa e vá socando no estômago bovino. Se puder comprar mais de um pacote do salgadinho melhor, pois o bucho ficará maior e mais parecido com um peito de ave. Em seguida, pegue mostarda misturada com vinagre e pincele tudo. Este procedimento vai dar ao prato uma coloração amarelo-ouro, fazendo-o assemelhar-se a um belo e tostado peito de verdade. Compre um vidro de cerejas ao maraschino (aquelas que, na verdade, são chuchus colorizados e o marasquino água com groselha Milani), harmonize com Cidra Cereser e divirta-se!

FAUX TENDER: Passe no mercado e peça ao açougueiro para cortar bifes grossos de passarinha. Não se esqueça de solicitar que ele bata nos cortes até deixá-los amolecidos como uma pelanca. Chegando em casa deixe a carne  por algumas horas mergulhada em catchup, até que ela fique ainda mais avermelhada. Adicione um pouco de suco de uva (o da Mônica é o mais em conta). Isto vai ajudar a corá-la deixando-a parecida com o tender tradicional. O fato do suco ser adocicado dará um toque agridoce à receita, o que é uma apreciada tendência gastronômica contemporânea. Ponha para grelhar e acrescente abacaxis, o que dará um irreverente toque tropical.

LEITOA VIRTUAL: Entre numa rotisseria de seu bairro hoje ou no 31 de dezembro. Faça isso minutos antes dela fechar as portas. Se tiver sorte ainda haverá uma porca, daquelas com maçã na boca, que não foi vendida. Use seu charme para convencer o proprietário a alugá-la. Ou, melhor ainda, emprestá-la por algumas horas. Conseguindo o seu intento, leve o suíno assado para casa e coloque-o em destaque na mesa. Quando chegarem os convidados use a mesma tática dos restaurantes de rodízio de carnes: sirva todas as outras comidas mais simples que preparou antes. Entuche seu pai, sua mãe, as tias e a vovó com muita azeitona e Doritos sabor pizza. Por fim sirva o Peito de Peru Genérico ou o Faux Tender. Às duas da manhã, quando todos estiverem empachados de tanta porcaria, olhe para a leitoa e diga com ar desinteressado: “nossa, esquecemos a porquinha!” E complete: “amanhã comeremos no almoço!”. Na manhã seguinte, mande uma mensagem no WhatsApp da família avisando que passou mal do estômago e que o almoço de desenterrar os ossos foi cancelado.

SOBREMESA: Encha uma bandeja de balas Sete Belo e deixe cada um usufruir o doce mel das festas de fim de ano. Feliz Natal!