Na madrugada de hoje (7/2), a sede da União Internacional de Proteção aos Animais (Uipa) de Itapetininga, a 164 km de São Paulo, foi invadida por vândalos, que destruíram os portões dos canis da entidade, provocando confusão e danos aos bichos.

SAM_0285.jpg

Crédito: Divulgação/Uipa Itapetininga

Curta a fan page do blog Conversa de Bicho e acompanhe as notícias do mundo animal!

Os canis, onde se encontravam cerca de cem cachorros, foram abertos e aproximadamente 20 sofreram ferimentos em razão de ataques entre si. Os cães não chegaram a fugir para a rua e nem a ataca gatos, mas muitos estavam com cortes e precisaram de atendimento veterinário de emergência. O local tem mais de 200 animais.

Para Graziela Rodrigues, presidente da Uipa, a suspeita é de que um grupo de pessoas a favor de rodeios tenha sido o causador desse vandalismo. Recentemente, ações de ativistas que usam animais nessa área ameaçaram a organização não governamental (ONG) e até afirmaram que fariam “uma visita” à entidade.

“A intenção não era levar nada, mas aterrorizar a ONG. Estamos em uma cidade do interior, bem rural, com grande costume de rodeios e provas de laço. Como um grupo fez uma petição para pedir a paralisação dessas atividades na cidade e um vereador também apresentou na câmara um projeto de lei para extinguir o rodeio no município, iniciou-se uma caçada às bruxas.”

303580_142010942607828_840269049_n.jpg

Crédito: Divulgação/Uipa Itapetininga

A sede da Uipa estava sem vigilância naquela noite. A entidade é mantida com doações e repasse da prefeitura, já que recebe também animais apreendidos pelo serviço municipal de zoonoses. A ONG realiza feiras de adoção de animais recolhidos nas ruas ou entregues por moradores.

Segunda a presidente, a preocupação agora é com os animais que estão em tratamento e com a segurança do local. Para isso, estão fazendo campanha para a instalação de câmeras e pedindo a doação de medicamentos e canis móveis. “Os cães precisam ser isolados para tratamento e não há mais instalações para comportar esse número de feridos. Precisamos de anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos.”

Quem quiser colaborar pode ligar para a Uipa: (15) 3271-9365 ou (15) 9771-1321.

A Polícia Civil, que investiga a invasão, não tinha encontrado suspeitos até esta tarde.

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO:

FACEBOOK | TWITTER