Quebrar espelho, passar por baixo da escada, cruzar a rua onde tem um gato preto são para muitos sinais de azar. Se somado a isso for uma sexta-feira 13, aí, para quem acredita, o dia se tornou ainda pior. Até que para as duas primeiras situações o mito já não tem tanta força como antes e essas ações vêm se tornando algo cada vez mais comum. Mas é justamente por causa dessas lendas que o único que tem tido azar mesmo é o gato preto, que ainda é visto como um animal que atrai azar e, por preconceito, sofre maus-tratos ou é rejeitado. Pior, em datas como Semana Santa, sexta-feira 13 e até no Halloween, muitos bichanos são sacrificados na realização de trabalhos religiosos de algumas seitas ou são maltratados.

Para Juliana Bussab, coordenadora e uma das fundadoras da ONG Adote um Gatinho, maus-tratos e a utilização de gatos pretos em sacrifícios é uma realidade. Além de receber várias denúncias, ela mesma já encontrou um felino num ritual religioso, na porta de um cemitério. “Eu passava próximo quando vi um gatinho preto que tinha sido morto, com os olhos costurados. Foi horrível.”

A ONG, que tem a fama de ser muito criteriosa ao doar animais, redobra a atenção quando uma pessoa se interessa por bichanos nessa cor. “Somos muito mais cautelosos, principalmente quando são insistentes. Quem esperou até a semana da sexta-feira 13 e quer mesmo um gato nessa cor, não se importa em esperar uns dias”, afirma. Como além da fama de trazer azar ainda tem o problema dos rituais, animais pretos são a maioria a espera de adoção. “Cerca de 30% dos nossos bichos são pretinhos e são os mais difíceis de serem adotados. Enquanto um amarelinho ou rajado demora um dia para ir para um novo lar, um preto pode ficar por até um mês. Mas preferimos assim a colocar o gato numa fria. Já dizem que quando a esmola é grande até o santo desconfia.”

 

Juliana Bussab, coordenadora e uma das fundadoras
da ONG Adote um Gatinho - Crédito: Divulgação/AUG

O próprio Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (CCZ-SP) não permite que gatos pretos sob seus cuidados sejam doados nessas datas. Desde o início desta semana até segunda-feira, nenhum bichano preto pode ser adotado. Em nota, o CCZ-SP afirma que “a adoção é um ato nobre, portanto, a predestinação por cor baseada em superstição não combina com o perfil de quem deseja adotar um cão ou gato”.

Já na União Internacional Protetora dos Animais (Uipa) a regra é ainda mais rígida. “Temos cerca de 400 gatos em nosso gatil e boa parte deles é nessa cor, mas temos como norma não doarmos bichanos pretos. A exceção é apenas para protetores que conhecemos e confiamos. Já cansamos de ver pessoas, até com trajes religiosos, virem aqui querendo especificamente um gato preto. Sabemos qual pode ser o fim desse animal”, afirma Vanice Orlandi, presidente da ONG. Segundo ela, a regra foi feita dessa forma para ser cumprida durante todos os dias do ano. “Nem só nessas datas religiosas são sacrificados animais pretos.”

Além do risco de perder a vida nesses rituais, os cães e gatos escuros sofrem preconceitos, explica Renato Bacci, coordenador da ONG Associação Natureza em Forma. “As pessoas alegam várias razões. Dizem que são bravos, traiçoeiros e até chegam ao absurdo de dizer que, por causa da sua cor, fica mais difícil achar pulgas. O ideal é que nenhum bicho tenha pulga. É só cuidar. Também não há nenhuma regra para comportamento de um felino, mas, ao contrário do que se diz, normalmente os gatos pretos são muito mais dados e safados que os outros, além de divertidos.”

E o azar atribuído aos peludos pretos? Para a fundadora da ONG Adote um Gatinho a lenda está relacionada à falta de cultura. “Muito pelo contrário, eles trazem sorte. Até lançamos uma campanha nesse sentido, para desmistificar essa ideia de que trazem azar. Eu mesmo tenho uma gata preta há anos e ela me ajudou muito em momentos difíceis e compartilhou outros muitos felizes”, afirma Juliana.

O pior é que até quem tem gato preto pode ter seu bichano roubado ou maltratado em datas como sexta-feira 13. A dica é castrar o animal e mantê-lo preso durante esses dias. Assim você salva a vida do seu peludo e traz sorte para todos!

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO:

FACEBOOK | TWITTER