Crazy House Capers/Creative Commons

Crazy House Capers/Creative Commons

Ao arrumar uma casa, queremos que ela fique bonita e aconchegante. Nada melhor do que vasos de plantas para auxiliar na decoração. Porém, chegam os pets e adoram fazer os vasos de brinquedo, ou pior, comida. Algumas espécies são extremamente tóxicas e devem ser evitadas tanto no jardim quanto dentro de casa. Caso seu peludo ingira alguma dessas plantas, leve imediatamente ao veterinário.

Conheça algumas plantas proibidas:

Antúrio Felipe Guerra/Creative Commons

ANTÚRIO
Felipe Guerra/Creative Commons

ARRUDA Raquel e Ives/Creative Commons

ARRUDA
Raquel e Ives/Creative Commons

BICO DE PAPAGAIO Martin LaBar/Creative Commons

BICO DE PAPAGAIO
Martin LaBar/Creative Commons

COMIGO NINGUÉM PODE Maja Dumat/Creative Commons

COMIGO NINGUÉM PODE
Maja Dumat/Creative Commons

COPO DE LEITE Plbmak/Creative Commons

COPO DE LEITE
Plbmak/Creative Commons

COSTELA DE ADÃO Kai Yan, Joseph Wong/Creative Commons

COSTELA DE ADÃO
Kai Yan, Joseph Wong/Creative Commons

ESPADA DE SÃO JORGE jalexartis/Creative Commons

ESPADA DE SÃO JORGE
jalexartis/Creative Commons

ESPIRRADEIRA Raquel e Ives/Creative Commons

ESPIRRADEIRA
Raquel e Ives/Creative Commons

HIBISCO James Jardine/Creative Commons

HIBISCO
James Jardine/Creative Commons

LIRIO DA PAZ Sonia RO/Creative Commons

LIRIO DA PAZ
Sonia RO/Creative Commons

SAMAMBAIA Andrew Hill/Creative Commons

SAMAMBAIA
Andrew Hill/Creative Commons

Conheça 80 plantas tóxicas para animais de estimação

Cebola, cebolinha e alho poró são proibidos para cães e gatos

Gareth Williams/Creative Commons

Gareth Williams/Creative Commons

Agora que você sabe o que não pode, que tal fazer uma horta com ervas que fazem bem ao pet?

Hortelã, orégano, salsinha, manjericão, gengibre e até milho de pipoca são algumas das opções que você pode plantar e oferecer para seu pet. Essas plantas ajudam no enriquecimento ambiental, proporcionando mais uma opção de atividade ao animal, unindo a brincadeira de comer a  um perfume mais do que agradável!

Chelli Dizon/Creative Commons

Chelli Dizon/Creative Commons

Uma opção é comprar aquelas graminhas que são vendidas em pet shops. Mas se você for prendado e quiser fazer sua própria horta, aqui vai um passo a passo:

– Em um pequeno vasinho furado embaixo (pode usar uma garrafa pet cortada e com pequeno furo no fundo), coloque terra para jardinagem misturada com um pouco de matéria orgânica (casca picadas de ovo, banana ou mamão)

– Abra um buraco na terra, de mais ou menos 2 cm de profundidade na parte central do vaso (pode fazer com o dedo mesmo)

– Coloque 5 grãos de milho para pipoca (desses de saquinho que vendem em supermercado). Se seu vaso for maior, coloque mais grãos

– Cubra os grãos com terra e regue

– Em poucos dias você terá uma graminha saudável e deliciosa para seu peludo

smerikal/Creative Commons

smerikal/Creative Commons

Mas afinal, por que eles adoram comer um matinho?

Há inúmeras explicações para que um animal coma grama. Alguns, por que são herbívoros, como as vacas, e sua alimentação é a base de plantas. Outros, como os cães e lobos, são onívoros. Comem de tudo, mas preferem uma carne. Mas e os carnívoros, como os gatos e onças, que só se alimentam de carne? Pois é, alguns animais, que não comem apenas plantas, também gostam de pastar. Os veterinários apontam que isso ocorre quando há algum tipo de má digestão. Algumas ervas estimulam o vômito e diminuem o desconforto estomacal, se o animal comeu algo que não lhe fez bem. Outras, ajudam na flatulência (jeito chique de dizer gases) e no trânsito intestinal.

Rachel Young/Creative Commons

Rachel Young/Creative Commons

Os felinos podem comer grama para ajudar na eliminação da bola de pelo. Mas muitos animais acabam comendo grama por fome, tédio (falta do que fazer mesmo) ou até por estarem com verme. Porém, outros tantos, gostam é de passar o tempo brincando e mascando algo. Se você perceber que seu pequeno está comendo muita grama, leve ao veterinário para fazer uma consulta e verificar se está tudo bem com ele.

Na próxima semana, você vai conhecer a Tutuba, uma tartaruga marinha, mordida por um tubarão e batizada por mim. Ficou curioso? Não perca essa estória inusitada na próxima quarta-feira, dia 15/04!