bullcitydogs/Creative commons

Sabe aquela história que o cão parece com seu dono? Isso pode nem sempre ser verdade sobre a aparência, mas é quase uma regra para o comportamento. Você é ansioso? E seu pet? Mas há solução para tranquilizar os ânimos e, principalmente, para conseguir ter uma noite inteira de sono.

Nada de calmante ou remédio para dormir. É possível ensinar a cães e gatos a hora certa de ir para cama.

Quem é ansioso sabe reconhecer traços de ansiedade em outros. Mesmo que o outro seja um cachorro. Latidos excessivos, lambeduras de patas, muita energia, destruição e até agressividade podem ser comportamentos relacionados a cães e gatos ansiosos.

Os peludos, muitas vezes, apresentam comportamentos espelhados dos donos. Não só para aprender coisas positivas, mas também para coisas não tão saudáveis. Donos mais ansioso tendem a ter cães e gatos mais ansiosos.

Claro que a presença de animais em casa ajuda a tranquilizar os seres humanos. Porém, quando o estresse no trabalho está muito elevado ou há muitas contas para pagar, nem o cão mais fofinho do mundo consegue deixar seu tutor calmo.

Jim Grey/Creative Commons

Assim, se o humano mantiver o temperamento angustiado e ansioso por longos períodos, o cão passa a entender que este é o padrão de comportamento a ser seguido. Por isso, começa a ter atitudes relacionadas à ansiedade e até à compulsão.

Vale lembrar que todo cão é ativo por natureza. Alguns mais e outros menos. Isso não tem relação alguma com ansiedade. Cães e gatos ativos são totalmente saudáveis e devem ser estimulados com passeios, brinquedos e desafios para gastarem essa energia.

Da mesma forma que o exercício físico é recomendado para pessoas estressadas, os animais também precisam de longas caminhadas e corridas atrás do brinquedo para liberar dopamina e serotonina (hormônios do bem estar).

bullcitydogs/Creative commons

Mas o momento que a ansiedade mais ataca é a noite, na hora de dormir. Alguns não conseguem relaxar, a cabeça fica a mil… Bem nesse momento, o cão ansioso, ao ver seu tutor remexendo na cama, pega um brinquedo e tenta provoca-lo para brincar. Se for um gato, tentará morder o dedo do pé que está se movendo, caçar algo invisível embaixo do cobertor, se tornando impossível o relaxamento.

Há duas técnicas básicas que podem ser aplicadas antes de dormir. Uma delas, a massagem relaxante, auxilia cães, gatos e tutores a terem uma rotina e se prepararem para a hora do sono. Unindo a respiração mais calma a uma deliciosa massagem no peludo, é a certeza de uma noite toda de tranquilidade e sono profundo de todos.

Outra opção, para quem tem gatos, é seguir a regra do caçar, comer e relaxar. Seguindo esses três passos, necessariamente nesta ordem, seu bichano irá aprender a hora de dormir, e só voltará a morder os dedos, ao amanhecer. Afinal, se o sol saiu é sinal que a brincadeira já pode começar novamente.