Foto: UauhDogs

Foto: UauhDogs

Uma das épocas mais bonita do ano está chegando, o Natal. As pessoas ficam mais alegres, enviam mensagens bonitas e a família se reúne para passar um tempo junta. Mesmo em um momento tão alegre e mágico, muitas coisas podem sair do controle. Saiba os cuidados que você deve ter para que essa data não se torne uma tragédia para cães e gatos.

Árvore de Natal

Joe Haupt/Creative Commons

Joe Haupt/Creative Commons

Não é Natal se não tiver pelo menos uma mini árvore de natal. Montá-la é uma alegria! Mas pode se tornar um pesadelo para cães e gatos. Para que ela permaneça no mesmo lugar e intacta, veja as dicas.

Evite usar barbantes, sisal ou fitas para pendurar os enfeites. Isso atrai ainda mais a atenção dos gatos, que podem tentar puxar.

Dê preferência por materiais que não quebrem. Se, por acaso, algum peludo tentar pegar, não irá se machucar.

Rosana Prada/Creative Commons

Rosana Prada/Creative Commons

Deixe a base da árvore bem firme. Aquele pé das árvores artificiais é muito leve. Quedas, “ataques” e “desmaios” de árvore podem acontecer.

Choques elétricos podem ocorrer caso o pequeno invente de mastigar o fio das luzinhas. Por isso, deixe fora da tomada. Acenda somente quando você estiver de olho.

Se seu peludo for muito atentado, é indicado restringir o acesso dele ao local da árvore de natal, para não haver acidentes.

Visitas

torbakhopper/Creative Commons

torbakhopper/Creative Commons

Nessa época, é comum que as pessoas façam visitas para familiares e amigos. Para quem tem gato ou cão medroso, isso pode ser um transtorno. É possível receber bem e não estressar o animal. “Deixe o gato em local seguro e fechado, com água, alimento, caixa higiênica, uma toca para ele se esconder e música clássica” ensina a médica veterinária especialista em felinos, Vanessa Zimbres. “A pior coisa é tentar apresentar o animal para a visita, mesmo se ele for manso. Isso pode causar acidentes, como arranhões e mordidas” complementa.

Como minimizar o estresse devido aos fogos de artifício

Presentes

WickedVT/Creative Commons

WickedVT/Creative Commons

Apesar do Natal ser uma comemoração religiosa, a parte mais lembrada é a dos presentes. Todos querem dar e receber mimos. Pode parecer inofensivo esse ato, mas, por incrível que pareça, aí também mora o perigo.

play4smee/Creative Commons

play4smee/Creative Commons

Caixas, fitas, sacolas e barbantes são alguns dos componentes das embalagens de presente. Esses belos itens podem levar cães e gatos ao hospital veterinário em pleno dia de natal. Basta ingerir um pedaço de fita, ou enroscar uma sacola no pescoço. Obstrução intestinal e asfixia são comuns nessa época do ano. Por isso, assim que desembrulhar o presente, já coloque a embalagem para reciclar. Evite deixar restos de caixas pelo chão. Tudo pelo bem estar e saúde dos peludos, não é?!

Ceia de Natal

Foto: Studio kripa

Foto: Studio kripa

O campeão das ocorrências nos hospitais veterinários nessa época é intoxicação por alimentos da ceia de natal. Sei que pode parecer chato, mas NÃO OFEREÇA NADA DA CEIA PARA SEU PELUDO! Nem um pedacinho de peito de frango ou lombo? NÃO! Nem uma frutinha seca? NÃO! E uma castanha? NEM PENSAR!

A médica veterinária, especialista em nutrição animal, Sylvia Angélico, alerta: “As carnes que comemos nessa época possuem temperos e muita gordura. As frutas secas possuem muita frutose e, algumas, caroços. As castanhas são ricas em gordura e sal. Além de tóxicos, esse alimentos, preparados para consumo humano, podem gerar problemas severos nos animais”. Ela explica que uma única uva passa pode causar danos renais seríssimos e irreversíveis. Macadâmia, carambola e chocolate são outros vilões, que devem passar muito longe dos pets.

10 alimentos proibidos para os pets

Mas é irresistível dar algo, principalmente quando o cãozinho olha com aquela cara de pidão, né?!

Para resolver esse problema, sem causar danos, a Dra Sylvia indica alguns alimentos que podem ser preparados e dados antes de servir a ceia. Assim, de pança cheia eles tentam roubar menos coisas. “Maçã sem caroço, pera sem caroço, legumes, frango cozido só na água e arroz integral sem tempero não fazem mal e podem ser dados como uma refeição ou premiação” explica.

Se você leu o parágrafo acima e fez uma semi-careta, aqui vai uma receita especial, desenvolvida pelo Cachorro Verde, de biscoitinho natalinos de especiarias, para agradar humanos e peludos.

Gingerbread (biscoito de gengibre) para cães

Ingredientes:

  • 1 ovo caipira
  • 2 colheres de sopa de mel de abelhas
  • 2 colheres de sopa de melaço de cana
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco derretido (ou manteiga sem sal)
  • 1/2 colher de chá de sal marinho
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1/2 colher de chá de cravo em pó
  • 1/2 colher de chá de canela em pó
  • 1/2 colher de chá de noz moscada ralada
  • 1/2 colher de chá de gengibre em pó
  • 1 colher de chá de sementes de chia trituradas (ou farinha de chia)
  • Aproximadamente 2 e 1/2 xícara de farinha de aveia

Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Em uma tigela pequena, misture bem o ovo, melaço, o mel e o óleo de coco. Adicione o sal, o bicarbonato, o cravo, a canela, o gengibre e a farinha de chia. Vá acrescentando farinha aos poucos até obter uma massa que desgrude das mãos.

Estique a massa sobre uma superfície enfarinhada, com a ajuda de um rolo de massas, até conseguir uma espessura de cerca de 1cm.

Corte com cortadores de biscoitos a massa esticada e espalhe sobre uma assadeira de biscoitos untada e enfarinhada ou protegida com uma folha anti-aderente.

Leve ao forno e deixe assar por cerca de 10 minutos. Retire do forno, deixe esfriar completamente antes de servir.

Rendimento: cerca de 12 biscoitos grandes

Tempo de preparo: 40 minutos

Padarias e guloseimas natalinas para cães e gatos

Foto: Padaria Pet

Foto: Padaria Pet

Nem só de perigos é feito o natal! Há diversas opções seguras para os pequenos curtirem o Natal (gastronomicamente falando). Só em São Paulo, são duas padarias especializadas em produtos para cães, e gatos também. Ambas têm linha especial para o Natal, desenvolvida por veterinários especialistas em nutrição.

A Padaria Pet, aberta há três meses, fica em Pinheiros. Para o natal, lançou panetone recheado de flocos de carne, com aroma idêntico ao humano (R$6,00 – 80grs), cestinha de natal e biscoitinhos natalinos, em formato de árvores de natal, bota, meia e ossinhos, com aroma de carne (R$49.90 cada).

Foto: Padaria Pet

Foto: Padaria Pet

Rodrigo Chen, um dos proprietários da Padaria Pet conta que já vendeu mais de mil unidades de panetone. “Abrimos há pouco tempo, mas mesmo assim conseguimos atender o público, que busca por novidades para seus animais. Afinal, os pets se tornaram membros da família” afirma Chen.

Foto: Padocão

Foto: Padocão

Na Padocão, aberta há sete meses, além de curtir as guloseimas, os pets podem usufruir de um Spacão. Pingo, um  cão da raça dachshund de 15 anos, é vizinho da padaria, no bairro de Moema. Foi amor a primeira mordida. Apaixonado por todos os biscoitos da padaria, Pingo aprovou o panetone. Mas seus preferidos para o Natal são os biscoitos naturais de mel e alfarroba com forma de papai noel, árvore e estrela de natal. Sua tutora Marina Muchon é designer e se preocupa com a alimentação do pequeno. “Eu optei pela alimentação natural por conta da idade dele” comenta.

Foto: Panetteria de Canni

Foto: Panetteria di Canni

A Pentteria de Canni, há doze anos no mercado, foi pioneira na produção de panetones para cães. Angelo Carotta Neto é médico veterinário e criador da marca. Cansado de atender cães intoxicados por alimentos humanos, principalmente na época do natal, criou alguns produtos para vender na sua própria clinica. “A ideia é que o dono possa dividir o petisco com seus cães” conta. Hoje, os bolinhos, cookies e panetones podem ser encontrados em diversos pet shops de São Paulo e interior.

Mesmo sendo produtos específicos para pets, não podemos exagerar. Veja a quantidade por quilo, que o fabricante indica. Não se esqueça de dar uma alimentação balanceada para seu animal.

Nick Bair/Creative Commons

Nick Bair/Creative Commons

Qualquer sinal de vômito, diarreia, prostração ou inapetência, leve imediatamente ao médico veterinário! Nesses casos, o tempo é crucial.

Como é Natal, nesta sexta-feira não teremos Agenda Animal. Mas na quarta-feira, dia 30/12, voltaremos normalmente. O tema será piscina! Nada melhor que água para aguentar esse calor.

Feliz Natal a todos os humanos e peludos!!!

feliz natal