Todos os dias, nos deparamos com vídeos fofos de filhotes e bebês. Não tem como não se apaixonar! Até o homem mais durão tem seu coração amolecido. Mas por que será que gostamos tanto de filhotes e bebês?

Uma das formas de um filhote conseguir a atenção, não apenas da mãe, é sendo fofo e cativante. Isso faz com que brote, imediatamente, o instinto de maternidade e cuidado. Atualmente, isso faz com que fiquemos horas assistindo filmes, vendo fotos fofas nas redes sociais e compartilhando.

Algumas características são comuns em filhotes de diversas espécies (e mangás): olhos grandes, faces arredondadas, cabeça desproporcional ao tamanho do corpo, falta de coordenação motora e membros curtos. Claro que nem todos os filhotes têm essas características, mas continuam sendo fofos. Na natureza, é muito importante para o filhote ser cuidado não apenas pela sua mãe. Quando nos deparamos com fotos de filhotes e “mães” de espécies diferentes, achamos um pouco estranho. Agora sabemos que a fofura e o instinto de cuidado não acontecem só conosco, os humanos, mas com quase todas as espécies.

Porém, alguns indivíduos mantem essa feição de bebê até a juventude ou fase adulta. Isso se chama neotenia, que nada mais é do uma forma de ganhar mais cuidados, proteção e até chamar atenção de um possível parceiro sexual. E, claro, ganhar um “oooowwwnnn”! Exemplos:

Museos Científicos Coruñeses/Creative Commons

Museos Científicos Coruñeses/Creative Commons

Marc Blickle/Creative Commons

Marc Blickle/Creative Commons

Theodore Ng/Creative Commons

Theodore Ng/Creative Commons

Duvido que você não tenha feito uma cara de “que fofo” ou não tenha dado um sorrisinho vendo essas fotos! É impossível resistir! Dá vontade de ter todos em casa para poder amar, abraçar, apertar….! Ainda bem que existem as pelúcias!

Nosso próximo encontro é quarta-feira, dia 25/02. Vamos falar sobre as novidades tecnológicas para entreter nossos pets. Você conhece aplicativos feitos para gatos? Descubra na próxima quarta-feira.

Luiza Cervenka de Assis

Instagram @luizacervenka

www.facebook.com/bichoterapeuta

www.bichoterapeuta.com.br