Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Começamos o dia no DOG Hotel em WynWood. Um hotel chique para cachorro, que também tem daycare e treinamento, em um só lugar. Mas o preço não é tão alto como parece. Mesmo sendo o único hotel na área mais central de Miami, com área de recreação, o custo para uma suíte privativa é menor que um dia de creche para cães em São Paulo.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

O bairro wynwood é de artistas. Basta você andar pelas ruas que verá diversas instalações. A técnica mais comum é o grafite. Há vários restaurantes, bares e lojas pet friendly. Pode-se dizer que é um bairro alternativo. É o que mais se parece com a Vila Madalena, em São Paulo.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Como o Stitch tem medo de cães, saiu tenso do DOG Hotel. Por isso, paramos no Margareth Pace Park, onde ele pode correr livremente, com vista para o mar. Depois, encontramos uma loja de produtos orgânicos para cachorro, chamada Star Dog. O Stitch ganhou um biscoito especial. Ele gostou tanto que tive que comprar um pacote. Nunca tinha visto um petisco para cães sem dentes. Ele dissolve na boca.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Atencion, tá na hora de matar a fome!

O almoço de hoje poderia ter durado para sempre. Desde a chegada, os pratos, os quartos e o presente, tudo foi perfeito no Hotel Four Season no Brickell (muito próximo ao Gonden Fig). Fomos convidados para conhecer o restaurante Bahia, que fica na piscina. A área está sendo toda remodelada, inclusive o restaurante principal, Eden, que aceita cães no lounge no terraço.

Mais do que pet friendly, os funcionários do hotel mimam o cão de todas as formas. Nos quartos, uma caminha, com portinho para água e petiscos ficam a espera do cão hóspede. Além disso, há um material dado no check in sobre locais e serviços para cães. Você pode contratar uma pet sitter para cuidar do pequeno durante a sua ausência. Não há restrição de tamanho.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Para acabar com o meu pobre coraçãozinho, o Stitch foi recebido em uma das suítes com seu nome escrito no espelho do banheiro e petiscos de presente. Esse cão vai voltar insuportável para o Brasil!

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Aproveitamos e passemos pela orla de Brickell, atrás do hotel. Há um ótimo espaço para caminhadas e para apreciar a vista. Se tiver sorte, você poderá ver barcos entrando e saindo da baia.

Sunset

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Mesmo antes do por do sol, visitamos dois locais para ver o sol se por em Miami Beach e comer uns petiscos. Primeiro fomos ao Monty’s Sunset, que é um bar e restaurante de frente para uma marina. Você pode apreciar os iates parados e escolher em qual desses será sua próxima viagem. No meio do bar há uma piscina. Normalmente há festas nesse local.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

O segundo local para ver o por do sol perfeito é o Smith and Wollensky. Teoricamente eles não aceitam pets. Inclusive tem uma placa bem grande na frente do restaurante que diz isso. Porém, se você chegar pelo calçadão de Miami South Beach, você verá algumas mesas bem próximas às pedras. Nessas mesas cães pequenos são permitidos. A dica é evitar ir aos finais de semana. Como fica muito cheio, pode haver longa espera. Quando for lá, peça o Tuna Tartare. Até eu que não sou fã de atum, amei o prato.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Fort Lauderdale

A 30 minutos do centro de Miami, a cidade de Fort Lauderdale esconde lugares charmosos, comida boa e muitas opções para os pets. Você pode escolher ficar a beira da praia, onde há restaurantes como em Miami Beach, ou pode se aventurar pelo shopping ou ruas da cidade. Sempre haverá uma opção com mesas na calçada onde você pode sentar e curtir a paisagem ao lado do peludo.

Nós fomos conhecer o restaurante Italiano Louie Bossi, que fica em um jardim. Os moveis são todos de ferro branco, com gazebos. Além de delicioso, o local é charmoso e com ótima comida.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Com seus inúmeros canais, é o paraiso para quem gosta de barcos e iates. Alguns restaurantes possuem pier onde os clientes podem chegar de barco. Devido a esses canais, se assemelha a Veneza. Outra grande vantagem da cidade é que tem menos turistas e fica próximo ao maior outlet dos EUA, o Sawgress.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Depois de tanta brincadeira e passeio, hora de nanar. Ainda temos muito para conhecer e contar para vocês.

Para mais fotos e vídeos, siga @luizacervenka no Instagram.