Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Depois de conhecer Miami Beach, não imaginei que fosse me surpreender tanto com outra área de Miami. Apesar de ser mais calmo, o bairro de Cocconut Grove possui muitos restaurantes, shoppings e hotéis.

Começamos o dia cedo. Resolvemos alugar um carro para poder desbravar todos os lugares com mais facilidade e agilidade. A maioria das locadoras de Miami aceitam cães sem problemas. Após a locação, compramos um chip (simcard) com acesso de internet ilimitado. Com isso, o Waze nos levou para todos os lugares.

Primeira parada: David Kennedy Park

Estacionamos o carro às 9h e o parque já estava cheio. Apesar do horário, o calor já mostrava como seria o dia (e a noite). Muitas pessoas caminhando, outras se exercitando e até uma aula de yoga ao ar livre. Fomos andando, para conhecer tudo. De repente, as árvores se abriram e deixaram a mostra um lindo mar, recheado de embarcações. Esse parque é muito próximo ao Iate Clube de Cocconut Grove.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Escolho um banco e sento com o Stitch para apreciar a paisagem. No banco ao lado, havia um rapaz meditando (com música e tudo). Porém, fez efeito contrário no Stitch que saiu explorando toda a área, inclusive as pedras em direção ao mar.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Mais uma volta e encontramos uma grande área cercada, específica para cães. Dentro do cercado, aparelhos de agility. Observei que na entrada da área, havia um portão duplo, como daqueles para entrar em piscina de clube, sabe?! Primeiro um portão, seguido por uma pequena área e logo após outro portão.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Só fui compreender, quando fomos a outro parque chamado Blanche Park. Na verdade ele é mais uma grande praça cercada e cheia de bancos. Observei as pessoas entrarem com seus cães. O primeiro portão é aberto, o dono e o cão entram. Na pequena área, o dono retira a guia do cão. Quando estão todos a salvo, outro portão é aberto, tendo acesso ao parque.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Isso faz total sentido! Alguns cães ficam mais ferozes quando estão presos na guia. Ao entrarem soltos, já se tornam mais amigáveis e com possibilidade de reagir diante de vários cães. O cão que entra na coleira ou no colo é mais fácil de ser atacado pela matilha já formada. O Stitch entrou no chão, sem a guia, permitiu ser cheirado e depois correu atrás de mim. Um milagre para alguém tão medroso como ele.

Esse segundo parque é realmente voltado para cães. Há diversas bolas de tênis espalhadas, que não têm dono. Qualquer cão pode passar, pegar e brincar. Por incrível que pareça, não há nenhum tipo de briga. Há também bebedouros para os cães e cata cacas.

Almoço no jardim

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Depois de brincar muito, fomos almoçar no Peacock Garden Café. Ele fica no meio de um jardim maravilhoso. Quase todas as mesas são ao ar livre e não é difícil encontrar cães por lá. A maioria vai a procura do famoso brunch. Tem até omelete de lagosta.

Com atendimento exemplar e comida fabulosa, o local recebe, as sextas e sábados a noite, um grupo de jazz. Música para ouvidos humanos e caninos também. Conversando com o gerente, descobri que o dia mais concorrido é o domingo pela manhã. Muitas pessoas aproveitam para passear com seus cães nos parques da região e depois vão tomar um bom brunch.

Além da linda paisagem, o local conta a história de Cocconut Grove, desde sua fundação, através de fotos e documentos pendurados na parede. É um local que, mesmo no maior calor, não dá para deixar de conhecer.

Cocowalk: shopping pet friendly

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Para fazer a digestão, nada melhor que um passeio. Por isso, fomos dar uma volta no Cocowalk, um shopping a céu aberto que aceita cães. São diversas lojas, sorveterias e restaurantes. O único lugar que os cães não podem entrar é o cinema.

Ao lado do Cocowalk há outras lojas e restaurantes, onde pudemos encontrar moradores de Miami com seus cães. Foi o dia em que mais fizemos amizades caninas.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Lokal Burgers and Beer: um local bom pra cachorro

Também no mesmo bairro, você pode encontrar o melhor hostess de todos os tempos: um buldogue francês. Você será recebido por uma pessoa que irá lhe acompanhar até a mesa, e o seu cão será recepcionado por um lindo buldogue. Ele oferece biscoitos e água aos clientes caninos.

MayFair Hotel and Spa

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Se você se apaixonou por Cocconut Grove tanto quando eu, você pode se hospedar lá mesmo, no MayFair Hotel and Spa. Um luxuoso hotel, grudado no Cocowalk, para você e seu cão curtirem a vontade.

Comprinhas para os peludos

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Aproveitamos o caminho e passamos no PetSupermarket e no PetSmart, dois imensos pet shops, onde você pode encontrar de tudo. Não sei quem ficou mais feliz, eu ou o Stitch. Nem preciso dizer que extrapolamos, né?! Mas vale a pena, pois tem muitos produtos que não existem no Brasil ou que são infinitamente mais baratos.

Se o seu foco é felinos, sugiro o PetSmart. Além de ter mais opções, os preços são um pouquinho melhores. São muitos produtos  e fantasias diferentes. O Stitch que não gostou muito.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Jantar em Downtown

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

De volta para casa, descansamos um pouco e fomos jantar no Golden Fig que abriu há pouco tempo na Miami Avenue, no bairro Brickell. Com um conceito diferenciado, o restaurante oferece comida da fazenda, sem agrotóxico ou hormônios.

Se você for lá, não deixe de pedir os mexilhões cozidos na cerveja. Até eu que não sou muito fã de marisco, devorei o prato todo. Os atendentes são extremamente gentis. E, mais uma vez, o Stitch foi extremamente paparicado.

Antes de ir embora, chegou um casal com um cachorro bem grande, parecido com o fila brasileiro, mas super comportado. Seu nome é Stella e seus donos estão acostumados a sair com ela pelo bairro. Eles contaram que é muito fácil escolher locais para sair com a “pequena” Stella. “Miami é muito pet friendly” comentaram.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Mais uma vez, vamos mudar de bairro para poder experimentar mais opções para você ir com seu peludo. Continue nos acompanhando.

Para mais fotos e vídeos, basta seguir @luizacervenka no Instagram.