Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Acordamos cedo e fomos buscar a documentação necessária para embarcar com animais. Isso deve ser feito no USDA, próximo ao aeroporto. Foi muito rápido: bastou chegar, entregar o protocolo e retirar a papelada.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Para nos despedirmos de Miami, fomos conhecer a praia para cães de Hollywood, que fica ao norte de Miami. Os peludos são bem vindos em uma área específica, somente as sextas, sábados e domingo, das 16h às 20h. Esse horário faz total sentido, por conta do calor. Mesmo no final da tarde, a areia ainda está bem quente.  Stitch não conseguiu pisar e nem ficar sobre a canga, por isso foi direto para o mar.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

A entrada da Hollywood Dog Beach é pela Custer St. Apesar de ser uma praia super calma, com poucas ondas, há salva vidas por toda a extensão. Isso porque a correnteza é forte, tem que tomar cuidado e evitar ir muito para o fundo.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Aproveitamos a água quentinha e o Stitch conseguiu nadar. Descobri que o melhor tranquilizante é o cansaço. Se for o de praia, mar e sol, ainda é mais eficiente. Antes de sair da praia, passamos pelo chuveiro de água doce para tirar a areia e o sal.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Chegando ao hotel, tomamos banho, arrumamos as coisas e partimos rumo ao aeroporto. Como o Stitch fez muitas compras, não foi muito fácil transportar todas as malas junto com ele. Pouca mão para muito carrinho e bagagem.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Quando chegamos ao guichê da Tam, fomos muito bem recebidos. Somente lá há necessidade de apresentar a documentação emitida pelo USDA. Eles preenchem um novo formulário que é entregue ao piloto do voo.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Já na bolsa de transporte, o Stitch dormiu fácil, fácil. Quando eu dizia que não havia dado calmante, ninguém acreditava. Realmente a praia tem efeito mágico. O voo foi muito tranquilo. Descobrimos que há uma regra na companhia aérea que exige que os cães fiquem acomodados junto a janelas, por medida de segurança. Chato, né?!

Vale lembrar que nem todas as aeronaves aceitam cães. Antes de comprar a sua passagem, verifique se o voo é em um avião pet friendly.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Ao chegar ao Brasil, já estavam nos esperando. Foi a maior festa! Logo procuramos por uma graminha na saída do aeroporto para o Stitch aliviar toda a água e petisco que ele ingeriu ao longo das 8 horas de voo.

Ninguém, em momento algum, pediu nenhum tipo de documento ou formulário do Stitch. Agora é só programar a próxima viagem.

Foto: Luiza Cervenka

Foto: Luiza Cervenka

Na próxima quarta-feira, 12/08, farei um resumão da viagem, com os vídeos inéditos. Você não pode perder, ein?!