_A2X0357

No momento em que escrevo esse post, a temporada de moda americana termina com a apresentação das coleções de mais de 70 marcas para o Verão 2016 e, mesmo assim, ainda não aconteceu nada de tão relevante que possa mudar a vida das pessoas. O que as passarelas do Tio Sam mostraram até agora pode ser chamado de comercial? Minimalista demais? Marasmo fashion? Chato? Apenas roupas? Tudo isso ao mesmo tempo agora!

Antes do desfile de Marc Jacobs acontecido na quinta-feira, 17, à noite com a apresentação mais importante do oitavo dia -acontecem mais alguns depois do dele-, a NYFW sofre há algumas estações por não mostrar nada que chacoalhe a cabeça. Aliás, outras semanas de moda também sofrem com o inchaço de marcas desfilando sem mostrar muita novidade, mas, o que é “não mostrar nada para a moda”? Talvez esse não seja o papel dos americanos?

Não é de hoje que sabe-se da praticidade americana e do sportswear como via de conduta. Entretanto, apresentar uma estação onde o que mais chama atenção são as celebridades e a estreia de uma marca parisiense com um desfile apoteótico -Givenchy- em terras estadunidenses como os melhores destaques, pode soar um pouco cansativo, não? O mundo ainda quer isso? Ainda dá tempo para isso? Com a crise econômica que afeta o mercado incluindo o da moda, não seria o momento de mostrar ainda mais criatividade, mais vivacidade e não mais um look preto, branco ou cinza?

givenchy-ss2016

Vale lembrar que 20 depois dos minimalistas anos 90 é natural que a moda volte a mostrar referências da época de uma nova maneira, afinal, é cíclica. Muitas passarelas parecem uma continuação eterna de um Helmut Lang que não continuou por lá, salpicando um floral aqui, ali, para mostrar a tal criatividade exigida.

Cada um a seu modo, quem se destaca mais uma vez: Calvin Klein com Francisco Costa, o maravilhoso desfile da Rodarte, a estreia da Givenchy com os dez anos de Riccardo Tisci sim, Tommy & Hilfiger, DKNY e Michael Kors, que jamais deixam a mulher da marca de lado, Alexander Wang, Phillip Lim e Proenza Schouler vá lá… E o Marc? Foi beemmm legal.

Fotos: reprodução

www.blogdacarolribeiro.blogspot.com.br

@caropita