Criativos da Escola: premiação no Itaú Cultural (Foto: Bruna Ribeiro)

Criativos da Escola: premiação no Itaú Cultural (Foto: Bruna Ribeiro)

O Instituto Alana apresentou os cinco projetos vencedores do desafio Criativos da Escola, nesta sexta (11), no Itaú Cultural. Como sugere o nome, a ideia é incentivar os alunos a desenvolverem soluções criativas para questões e problemas de suas escolas.

Antes de começar a cerimônia, uma moça circulou com lencinhos de papel, caso “alguém pretendesse chorar”. Não entendi direito, sorri e disse que não precisava. Foi só começar a apresentação para me arrepender de ter recusado os lencinhos. Após três meses de mobilização e protagonismo, meninos e meninas de cinco estados brasileiros emocionaram a plateia, ao apresentarem projetos transformadores de suas realidades, escolhidos pelo programa coordenado pela também diretora de comunicação do Instituto Alana, Carolina Pasquali.

Uma escola de Simões Filho, na Bahia, por exemplo, criou o Grupo de Apoio e Conselhos para solucionar conflitos. Segundo os alunos, o município onde vivem é um dos mais violentos do país e havia muito furto de material escolar. Eles relatam casos impressionantes, como uma criança que roubou um colega, pois não tinha o que comer em casa. Um dos alunos presentes disse que a iniciativa modificou sua vida, porque antes ele só ia à escola para “atrapalhar as aulas”. Sempre ouvia em casa que “não passaria dos 15 anos”, mas hoje acredita em seu potencial e quer ser professor de Educação Física.

Já no projeto Gaiolas Literárias, os alunos conseguiram acabar com a captura de pássaros, em Parnamirim, Rio Grande do Norte. Eles fizeram uma grande campanha e passaram a ocupar as gaiolas que antes aprisionavam pássaros com livros que libertam. As gaiolas foram espalhadas pela comunidade e todos podem compartilhar as obras. Para os estudantes que sobreviviam dessa prática, foram oferecidas oficinas de artesanato.

Bem, vou deixar que os próprios alunos contem todas essas experiências para vocês. Em viagem a São Paulo para a premiação, os grupos se reuniram e criaram o site Eu Sou Criativo para contarem suas experiências e estimularem outras escolas a criarem iniciativas transformadoras. É revigorante e inspirador ouvir. Seja um criativo da escola, seja transformador. Saiba mais aqui.