Fachada da Galeria Melissa, por Muti Randolph

Fachada da Galeria Melissa, por Muti Randolph

 

 

Quem tem vontade de dar vida nova àquela parede de casa vale-se, em geral, de um recurso rápido e barato: tingir a superfície com uma cor bacana. Mas, se você quiser sofisticar, parta para uma pintura especial, por exemplo. 

Pode ser inspirador, nesse caso, observar o tratamento que o carioca Muti Randolph deu à fachada da Galeria Melissa, na Oscar Freire, da qual é autor do projeto arquitetônico. Para tanto, o designer pinçou a imagem icônica da tenda de circo baseado no tema Melissa et Circenses, que norteia os lançamentos de inverno da marca.

“Gosto de pegar um elemento bem óbvio e transformá-lo em algo novo”, explica ele, que tem 40 anos. O segredo parece ter sido aproveitar de maneira acertada a profundidade do espaço para criar desenhos com perspectivas exageradas e meio distorcidas. É como se, a partir da imagem de referência, houvesse uma diluição tal que resulta em simples grafismos.

Segundo o profissional, houve liberdade na escolha das cores empregadas. “Usei, para as tendas, preto e vermelho, bem básicos, e um verdinho meio retrô no fundo.” Os mesmos motivos e esquema cromático repetem-se no interior da loja, que ao menos duas vezes por ano, a cada nova coleção, tem o visual retrabalhado por convidados.

Legal é que as intervenções viram uma espécie de arte acessível aos transeuntes — e podem até incentivar quem tem vontade de dar vida nova àquela parede de casa…