Uma cadeira é uma cadeira é uma cadeira? Sim e não. Em geral estão lá quatro pernas, assento e encosto, de matérias-primas que podem variar. Mas é gostoso ver como os designers são capazes de criar variações sobre esse mobiliário emblemático, com bastante contemporaneidade.

Veja, aqui, cinco modelos novinhos, lançados na Design Week de Milão, onde o Salão Internacional do Móvel terminou ontem. As fontes são os sites Coolhunting, Deezen e Designboom.

 

AMBER, de Jaeuk Jung amber05

A ideia foi fossilizar a clássica cadeira de Michel Thonet (1796-1871) com resina natural, criando um desenho de impacto. O novo pode conservar o passado.

 

MONSTER, de Marcel Wanders para a Moooi dzn_Monster-Chair-by-Marcel-Wanders-for-Moooi-2

Estofada de couro preto acolchoado, a peça revela uma cara bravinha no encosto. Ai, que meda! Parece uma certa transposição da toy art para o mobiliário.

 

SEDIA 1, de Enzo Mari para a Artek dzn_sedia1byenzomarisq02

O cliente compra as madeiras, que vêm com as instruções de montagem dessa peça racional. Para tanto, bastam prego e martelo. Quase faça-você-mesmo.

 

JUMPER, de Bertjan Pot para a Established & Sons dzn_Jumper-by-Bertjan-Pot-3

Capa de malha de lã justinha veste a estrutura de madeira e os pés de aço dobrado. Note como a prevalência de linhas curvas traz despojamento.

 

STRETCH, de Jessica Carnevale para o Carnevale Studio stretch

O fashion encontra a diversão na linha Stretch, composta de três modelos em que se destacam materiais como látex, elástico e corda. Um trancetê incrível.