As vezes navegando pelo acervo do Estadão me deparo com publicidades de prédios que foram lançados com grande alarde mas tristemente nunca construídos.

O mais Difícil é saber os motivos.

Quem sabe não venderam bem, suas soluções volumétricas não foram aprovadas pelo plano diretor ou simplesmente a incorporadora decidiu optar por outros projetos.

Nos resta imaginar e fantasiar as possíveis razoes.

Seguem aqui 3 exemplos de prédios que teriam sido bem legais de termos na nossa cidade!

O primeiro è um Lindenberg sem cara de Lindenberg. Super moderno com terraços ajardinados.
Hoje no lugar do que poderia ter sido este prédio há um prédio simpático de tijolinhos.

O segundo é um modernista dos anos 50 projetado para subir atras do futuro MASP na época ainda localizado como BELVEDERE da cidade, nome escolhido também para esse “prédio que não subiu”.

O terceiro è o Edificio Conde D’Eu da companhia Esmeralda de Imoveis, teoricamente situado na Rua Sergipe 678 mas também nunca construído.

Conhece mais algum predio que devia ser construído e nao foi?

Escreva pra mim!

matteo@refugiosurbanos.com.br

 

 

SalvarSalvar

SalvarSalvar