Logo atras do MASP, descendo em direção a Cidade pela Rua Professor Picarolo, um pouco antes de chegar na Avenida 9 de Julho, logo a nossa direita podemos notar um dos condomínios mais imponentes construídos em São Paulo na década de 1950.

Com dois apartamentos por andar de 360m2 cada o Condomínio Rampa do Túnel esbanja requinte em todas suas áreas comuns.

A Partir da entrada, com pé direito triplo :

Hall de circulação :

Aquele cuidado com pequenos detalhes que só os edifícios antigos tem :

Pesquisando sobre o prédio e conversando cm alguns moradores “reza a lenda” que o Edifício Condomínio Rampa do Túnel seja o primeiro “Lindenberg” de São Paulo.

Adolpho Lindenberg é engenheiro e dono da “Adolpho Lindenberg Construtora”, fundada nos anos 1950 e famosa na Capital Paulista pelos seus empreendimentos de alto padrão.

Consultando o livro comemorativo dos 60 anos da firma fundada em 1954 (http://www.grupoldi.com.br/lindenberg-60-anos), nao é possível individuar o edifício Rampa do Túnel.
Isso não excluiria de cara a possibilidade da lenda ser verdadeira, afinal se ele não fosse “O” primeiro, mas apenas, “um dos” primeiros poderia apenas ser uma escolha editorial não coloca-lo no livro. Pois sim, a Lindenberg fez mais de 600 prédios em 60 anos, e claro, alguns ficaram de fora.

O enigma se faz mais misterioso quando analisamos que o ano de construção do prédio é realmente muito próximo de 1954. Data da fundação da Construtora.

Poderia ser este edifício um prédio feito antes da constituição da Adolpho Lindenberg Construtora?

Investigando no Acervo do Estadão encontrei alguns anúncios imobiliários de 1952 que pareciam ser destinados ao terreno onde hoje se encontra o nosso “indagado”.

Era o condomínio BELVEDERE, anunciado como um novo ícone do Luxo em SP nas paginas do jornal em Julho de 1952 :

A Ultima menção que encontrei foi de Agosto de 1952 onde teoricamente restavam poucas unidades a serem comercializadas :

Verdade é que naquela localização este edifício nunca foi construído e pela implantação deduzimos que o terreno seria mesmo o do Condomínio Rampa do Túnel.

O que teria acontecido? Porque a mudança de projeto?

Seria esse realmente um primeiro Lindeberg esquecido?

Resta o Mistério.  Mas fica a Elegância desse belo edifício.


Conhece um Arqui-Achado que eu possa desvendar? Me escreva (matteo@refugiosurbanos.com.br)

UPDATE 30/09/2017 :

Um dos moradores do edificio nos ajudou com o folheto de venda original da epoca.

Nele descobrimos que realmente é um Lindenberg, mas nao Adolpho e sim Augusto. Seu primo que naquela época ja havia construído vários prédios na região central.

Sendo assim o misterio esta desvendando!

Vale a curiosidade de observar como na época a Rua Professor Picarolo nao existisse e a rampa do túnel tinha numeração como se estivesse na própria avenida 9 de julho.

SalvarSalvar