A historia do mercado imobiliário de São Paulo por mais fascinante que seja é quase sempre negligenciada e esquecida.

São poucos os artigos que se encontram online contando mais de como a expansão da cidade e sua verticalização foram propiciadas também pela capacidade dos corretores em vender sonhos de concreto e erguer os novos bairros que dariam vida a cidade que conhecemos.

Muitas vezes os próprios Arquitetos se tornavam a força de venda de seus empreendimentos, como já contamos aqui nesse blog (Veja aqui).

Por isso hoje quero falar de uma verdadeira instituição na cidade de São Paulo.

O Corretor de Imoveis Adelino Alves.

Acervo Estadão / 2003

Imigrado de Portugal no final do Século 19, Adelino Alves, que tinha partido com muitos sonhos e pouco mais da Aldeia de Botão em Coimbra, fundou sua imobiliária homônima em 1903.

Tudo começou no Bar “Salão Elegante” sito em Praça da Sé numero 54 (Vejam anúncios a baixo)

Estadão Década de 1950

Era ali que Adelino alugava uma mesa de mármore onde recebia seus clientes e realizava seus negócios.

Foi um dos fautores da regularização da profissão fundando em 1938 a Associação Profissional dos Corretores de Imóveis de São Paulo, onde seria diretor durante alguns anos.

O Elegantissimo Adelino em foto no escritório da firma. Fonte : http://www.adelinoalves.com.br/empresa/

O Filho de Adelino, Antônio, conhecido como Toneco, foi um dos fautores da regularização definitiva da profissão, em 1962, quando è instituído o CRECI (Conselho regional dos corretores de imóveis), sendo a Imobiliaria Adelino Alves a detentora do Registro Numero. 1 para as empresas jurídicas.

Ou seja, para fins estatísticos, deste que os corretores se organizaram definitivamente como categoria, esta foi a primeira imobiliária oficial da cidade.

Apos mais de 114 anos esta empresa familiar continua viva sob a direção das netas de seu fundador, Aida, filha de Toneco e suas irmãs Alice e Ana Helena, e dos bisnetos, Gabriel, Heloísa, Guilherme e Helena, sendo com certeza uma das mais antigas ainda em funcionamento na cidade.