Devo admitir: só dei valor à higiene brasileira quando deixei o país. São Paulo tem um metrô limpo enquanto os transportes subterrâneos de Paris são, além de tudo, moradia de muitos ratos. Aqui uma faxina de verdade acontece no máximo duas vezes por ano. E  além de nos deparamos frequentemente com banheiros públicos sujos, é normal voltar pra casa no ônibus cheio sentindo aquele cheirinho de desodorante vencido. Claro que falo isso de uma maneira bem humorada, exagerada e generalizada. Mas observações como essas foram feitas inclusive por franceses que estiveram no Brasil e ressaltaram como o brasileiro é extremamente higiênico. Então me dei conta que esta característica pode ter sido uma herança de nossos ancestrais: os portugueses, que devido à sua fama de limpeza e organização são a primeira opção dos franceses na hora de escolher um zelador para o condomínio.

O povo francês, por outro lado, não carrega a mesma fama. Afinal, para que tantos banhos se existem perfumes tão bons? Luís XIV pensava desta maneira. Durante o seu reinado de 72 anos, o Rei Sol tomou por volta de 2 a 5 banhos. Por isso o monarca disfarçava o mau cheiro trocando de roupa várias vezes ao dia e passando muito perfume.

Não pude deixar de perceber que em Paris, ao contrário de São Paulo, é comum deixar as janelas mais fechadas durante o inverno, impedindo a entrada de mais sujeira e pó. Logo, a faxina não acontece tão frequentemente. No máximo um aspirador e um pano no chão uma vez por semana. Mas nada de tirar o tapete do lugar!

O toilette sempre tão limpo e bem cuidado chez les français é um verdadeiro paraíso quando comparado com os sanitários de cafés, restaurantes e clubes que muitas vezes estão molhados, sem papel higiênico ou sabão. Um verdadeiro pesadelo!

Falando em banheiro, devo ressaltar que a higiene bucal francesa se diferencia muito da brasileira. Enquanto os dentistas do nosso país insistem no uso do fio dental, aqui isso é algo secundário e desnecessário. E aliás, para que escovar os dentes quatro vezes ao dia? De manhã e à noite já é o suficiente! Quando aluna da SciencesPo, lembro de ser observada com ar de deboche no banheiro da universidade por estar escovando o dente depois do almoço. Elle est bizarre, cette fille !

Assoar o nariz na mesa durante a refeição? Aqui é normal. Repetir a meia por um ou dois dias? Pas de problème ! Se você não suou durante o dia é possível e aceitável adiar a hora do banho.

Claro que tudo isso não passa de uma brincadeira, já conheci muitos franceses bem mais limpos do que qualquer brasileiro e inclusive mais higiênicos do que eu mesma. Já me deparei com casas extremamente organizadas e pessoas limpíssimas e cheirosas. Tudo isso não passa de um exagero na observação de duas culturas tão diferentes.

Espero que tenha gostado do post da semana. Me conte nos comentários algo que te choca ou fascina na cultura parisiense. Estou ansiosa para saber!

À la prochaine !