Foto: Petr Kratochvil

Foto: Petr Kratochvil

Você já deve ter ficado perdido dentro de uma seção de jeans da sua marca favorita, não é mesmo? Afinal o segmento de jeans wear se desenvolveu tanto que é praticamente impossível acompanhar as novidades do setor.

Além de cortes e modelos, um dos grandes diferenciais de uma calça jeans são as lavagens (tratamentos feitos na peça pronta para criar efeitos e acabamentos), que podem ir das mais tecnológicos até as mais simples, como abrasões com jatos de areia, tingimento com respingos de tinta ou lixamento manual.

O jeans hoje é um item obrigatório para qualquer guarda-roupa, mas é importante conhecer algumas diferenças para poder comprar e usar cada peça no seu momento certo, já que existem diversos tipos de lavagens que, de acordo com o trabalho realizado e a tonalidade final atingida, pode criar uma peça com um ar mais despojado ou clássico.

Conversei com uma especialista em jeans, Natália Nicoletti, estilista da marca Staroup, para me ajudar a definir as lavagens e indicações de uso de cada peça. Confira.

Denim bruto – não tem lavagens, é o mais comum e mais simples de combinar com as peças do guarda roupa, já que é bem básico e discreto. Seu azul índigo proporciona uma peça super formal que vai bem com camisas e polos mais sérias e até sapatos sociais, mas isso não significa que não pode ser usado com camiseta em ambientes mais despojados. Veste bem todos os tipos de corpos, mas especialmente homens com quadril grande.

 

Blue jeans Foto: cortesia Staroup

Denim bruto Foto: cortesia Staroup

Blue jeans – recebe uma tonalidade de azul anil mediana e é um pouco menos formal, veste melhor com sapatênis e camisa polo, mas uma camisa slim também cai super bem. Veste bem todos os homens, mas especialmente àqueles com quadril grande e pernas grossas.

Blue jeans Foto: cortesia Staroup

Blue jeans Foto: cortesia Staroup

Delavê – possui uma tonalidade azul bem clara, as vezes quase branca. Não é a opção ideal para usar no ambiente de trabalho mais formal, mas é perfeita para o lazer, principalmente porque essa lavagem deixa o jeans mais macio e confortável. Vai bem com tênis e sapatênis, menos com sapato social. Homens magrinhos e/ou de pernas finas podem abusar dessa opção.

Jeans delavê Foto divulgação

Jeans delavê Foto divulgação

Black jeans – essa peça recebe uma tonalidade preta, o que a torna o jeans menos jeans de todos (risos). A variação que pode mudar a calça são os pespontos, isto é, aquelas costuras que ficam aparentes. “Os pespontos coloridos deixam a peça mais vistosa, sugerindo uma combinação um pouco mais jovem, já os pespontos escuros ou pretos deixam a calça discreta o suficiente para o ambiente de trabalho“, completa Natália Nicoletti.

black jeans

Black jeans Foto: cortesia Staroup

Jeans cinza – a tonalidade cinza anda meio em baixa nas vendas, mas é sempre possível encontra-la à venda. A regra é a mesma que a do delavê: tons claros são ótimas opções para ocasiões mais causais e pode não vestir tão bem quem está acima do peso.

Jeans cinza Foto divulgação

Jeans cinza Foto divulgação

Jeans resinado – o jeans é tão versátil que pode até mesmo fazer o papel do couro. Essa imitação é resultado da aplicação de uma resina, deixando a peça com um ar mais pesado e rígido. “Essa opção de jeans é a cara do inverno e pode ser uma ótima pedida para ser usada na balada e ambientes muito informais”, afirma Natália.

jeans resinado

Jeans resinado Fotos: (esq.) Sawary e Zara

Acima de tudo lembre-se que, independente da lavagem escolhida, uma calça jeans deve vestir bem o seu corpo, te proporcionar conforto e ter suas barras feitas. Isso mesmo! É hora de levar algumas calças naquele salão de costura perto da sua casa, fazer ajustes e valorizar sua imagem e sua peça!