A moda faz parte de uma indústria e, portanto, tem seus próprios mecanismos de funcionamento. Um deles é a previsão de gostos para organização e produção seriada e antecipada de produtos que serão consumidos de forma massificada em determinado período.

Para que isso ocorra adequadamente, profissionais especializados em pesquisa de tendências constroem cenários futuros para identificar o interesse de grupos da população. A ideia é simples: antecipar o que terá potencial de consumo nas estações que se seguem. Essa dinâmica do setor permite que saibamos com antecedência de até 5 anos as cores, de 3 anos os tecidos e 2 anos os temas que nortearão as coleções de moda.

Logo, já sabemos as tendências que poderão virar moda no Verão 2018. Isso mesmo, a indústria já trabalha com os temas que darão forma, cores e sentido as roupas que poderão ser comercializados a partir de julho de 2017 (já nas entradas de Primavera).

Participo frequentemente de eventos e seminários que divulgam as tendências de moda e, dia 20 de maio, pude conferir os painéis apontados pela Tendere, empresa ex-incubada da Unicamp e especializada nesse segmento, que promove o mais assertivo painel do mercado em cenários futuros e tendências criativas para o setor de moda, têxtil, vestuário, acessórios, couro-calçadista e decoração.

A partir da interpretação de cenários políticos, econômicos e sociais, uma tendência é apontada para cada um dos quatro grupos de gosto que compõe a sociedade brasileira, resultando em quatro temas que vão nortear toda a produção de moda Primavera Verão 2017/2018.

A seguir sintetizei as tendências de moda para cada um dos quatro grupos citados.

Grupo Tropical Pop – é formado pelas camadas mais populares e misturam elementos globais com referências locais muito pungentes. Tem manifestações diferentes de acordo com cada região, mas são de forma geral exuberantes. São pessoas que não tem medo do excesso, que se assumem, são sexy e têm orgulho de ser como são. Para o Verão 2018 a inspiração vem dos parques de diversão à beira mar, nos filmes antigos e num oriente romantizado. Como a população tem buscado maior espiritualização para se autoconhecer e, assim, conhecer melhor o outro, as temáticas espiritualistas marcarão forte presença. Palavras-chave: Himalaia, Nepal, dragões, Tihar festival, mix de estampas, insetos, flamingo, serpente, handmade robusto.

Grupo Karioka – esse grupo reflete o modo como o estrangeiro vê o brasileiro. É um lifestyle litorâneo, mas que também pode aflorar em quem mora em cidades grandes fora da costa. É um público extremamente casual, que gosta de roupas confortáveis e valoriza o teor da natureza. Para o Verão 2018 a inspiração vem da Lapa do início do Século XX, do glamour da Urca, dos descolados dos anos 1970 e do leve e divertido Carnaval de rua do Rio. Palavras-chave: Athos Bulcão, cores esfumaçadas ou vivazes, tecidos leves e transparentes, mix de estampas, chapéus, listras e camisa estampada.

Grupo Latino Urbano – composto por pessoas que vivenciam a realidade do universo. Adoram moda, porém são comedidos. É o morador de cidades conurbadas, gosta de mostrar que é sofisticado e antenado, mas sem desprezar valores locais. Para o Verão 2018 a inspiração vem das gambiarras e puxadinhos que se tornaram motivo de orgulho por sintetizar a criatividade e engenhosidade dos povos latinos. Palavras-chave: Alejandro Aravena, transformação e customização da roupa, cara de velho (p.e. malha podrinha), cerzido, remendado, listras P&B e oversized para os mais velhos.

Grupo Sofisticado – são pessoas atentas a arte, música, dança, design, espetáculos etc. É um grupo pequeno que gosta também de viajar e de mostrar que é antenado, apesar de cult. Para o Verão 2018 a inspiração vem do filme “Ex_Machina: Instinto Artificial” (2015), ou seja, vai retratar as relações entre corpo e máquina. Palavras-chave: universo cyborg, metal nas roupas, prateado, cinza, branco, transparência e simetria.

sofisticado verão 2018

A ideia é que você tente se identificar com um dos grupos, mas nada impede que você se reconheça em mais de um e assimile várias referências. Agora, é só segurar a ansiedade porque tem outro verão na fila ainda, o verão 2017.