Peça da Santo Hype

Adaptando a influência que a moda europeia trouxe para os povos latinos, os homens acabaram adotando a camisaria como shape diário, mas não deixaram de dar características próprias ao produto, sobretudo com as estampas e a manga curta.

O calor domina nosso país de janeiro a janeiro. Manga longa para eles é um martírio, afinal, os tecidos tradicionalmente usados na moda masculina são mais grossos e quentes do que os tecidos usados por elas – nada de toque geladinho!

O brasileiro, aliás, talvez tenha sido um dos últimos povos na América Latina a aderir as estampas. Mas isso tem mudado. Há um boom de marcas independentes que surgiram no país exatamente com o propósito de trazer diferencial para a camisaria casual masculina.

Enquanto os grandes varejistas fazem até bem as camisas sociais – aquelas lisas de manga longa – deixam boa parte do mercado consumidor desabastecido de camisas casuais. E olha, são tantas estampas à disposição que é impossível você não se encantar por alguma.

Há opções de estampas de protesto, geométricas, abstratas, fofinhas, florais, com memes, modernas, discretas, com listras e xadrez. Uma infinidade de opções! Você pode escolher uma para começar a experiência, mas, já posso te adiantar, é viciante. Por que? Principalmente porque você começa a se expressar também através do seu look.

Suas novas estampas serão motivo de muita prosa. Por isso mesmo separei algumas opções para te inspirar.

Peça da Kamizahia (SP)

Peça da Santo Hype (MG)

Peça da Seu Mané Camisaria (PE)

Peça da Toolstoy (SP)

Peça da Cotton On Brasil